Qual a melhor farinhada para canários???

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Botão em Curso Qual a melhor farinhada para canários???

Mensagem por MARTÍN em Sab 10 Ago 2013, 19:42

Relembrando a primeira mensagem :

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Qual farinhada você utiliza?

Quais ja utilizou?

Você confia na qualidade das farinhadas  informada pelos fabricantes?


Última edição por MARTÍN em Sex 29 Maio 2015, 18:46, editado 4 vez(es)


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
MARTÍN
Administrador
Administrador


Masculino BRASIL
Mensagens : 3134
Pontos : 4703
Idade : 38
CLUBE : KC 286 - SORB
CIDADE/CITY : S. J. do Rio Preto
ESTADO/PROVÍNCIA : São Paulo

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/universocriadouro/ https://www.facebook.com/criadouro.universo https://twitter.com/udoscanarios https://pinterest.com/universocanario/ fabio-martin@hotmail.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


Botão em Curso Re: Qual a melhor farinhada para canários???

Mensagem por clecia em Sab 27 Maio 2017, 17:09

Davi, onde compro esta farinha de carne? Eu posso substitui-la pela farinhada?
avatar
clecia
Membro
Membro


Feminino BRASIL
Mensagens : 69
Pontos : 74
Idade : 42
CIDADE/CITY : sao joao del rei
ESTADO/PROVÍNCIA : mg

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: Qual a melhor farinhada para canários???

Mensagem por José Carlos Pereira em Sex 16 Jun 2017, 17:39

Qual a melhor farinhada? Qual a melhor extrusada? Extrusada ou farinhada?
São perguntas recorrentes entre os criadores de pássaros. Não saberia responder, mesmo tendo mais de 70 anos criando pássaros e algum conhecimento de nutrição devido às exigências profissionais.

Por duas situações pelo menos:

1- Não tenho conhecimento verdadeiro das reais necessidades nutricionais dos pássaros. Se usar mistura de sementes, seria 0.14 ou 0.15 g por grama do peso do pássaro? 4 a 4.9 g por dia? 2.5 a 3.5 g de matéria seca por dia? 15 a 16 g por cento de proteínas? 4 a 6 g por cento de gordura?. Concentração energética de 2850 a 3000 Kcal num quilo? Mais que isso? Menos que isso? Sei lá e só poderia chutar. Certa vez, depois de um longo período de troca de idéias e discussões, num grupo de criadores antigões de canários-da-terra chamado Grupo de Estudos do Taddei (GET) chegamos á conclusão de que 4 g de um bom extrusado por dia estaria de bom tamanho. Para os humanos existe o Codex Alimentarius, editado por entidades mundiais para estudos nutricionais  e que dita as necessidades dos diversos nutrientes. Ele é definitivo? Que nada, de tempo em tempo tem que ser revisto. O negócio é dinâmico e a criação de pássaros não propicia grandes investimentos em pesquisas;

2- Assim, fica difícil seguir as normas da boa nutrição: quantidade, qualidade, proporcionalidade, aceitabilidade e disponibilidade (inclusive financeira). Para os humanos, da quantidade calórica necessária, 55% deve ser fornecida pelos carboidratos, 30% pelas gorduras e 15% pelas proteínas. E para os pássaros? Sei lá também.
Como estou juntando material para escrever com mais profundidade sobre o assunto, fiz inúmeros cálculos de alimentos levando em conta percentuais de proteínas, carboidratos e gorduras (lipídios), quantidade percentuais de Kcal geradas, proporcionalidades entre Kcal geradas pelos 3 nutrientes e Kcal em um quilo ou 1000 g . Calculei isso tudo em diversos extrusados, diversas farinhadas (industriais e caseiras), diversas sementes e misturas delas.

Muita coisa interessante que não cabe nesse curto espaço. Sem entrar nos méritos, posso afirmar que, nesses itens, há certo equilíbrio entre diversos extrusados e diversas farinhadas. Pelas suas proporcionalidades e qualidades o alpiste pode ser considerado padrão ouro entre as sementes, e isso não é novidade para ninguém pelos resultados colhidos através dos anos do seu uso na criação de pássaros. O que mostraria as diferenças entres farinhadas e extrusadas seriam as qualidades dos componentes usados na sua produção.

Para suprir tudo isso, evitando as deficiências dos nutrientes, capazes desde não deixar se manifestar toda a capacitação genética recebida até provocar mortes, há a necessidade de uma alimentação farta em quantidade, qualidade, aceitabilidade, aproveitamento... enfim, não se pode ficar limitado a esse ou aquele método alimentar demonizando a variabilidade.

Por mim, continuo com o que sempre fiz, claro que mudando alguma coisa por caso da evolução industrial nesses 70 anos (troquei o ovo cozido e o pão de ló feito especialmente pela minha mãe pelo ovo liofilizado contido nas rações, por exemplo): alpiste, mistura sementes gordurosas ( 4 partes de niger + 1 parte de nabão + 1 parte de senha) em pouquíssima quantidade, um extrusado, couve (ou chicórea) e água. Farinhada no período de criação misturada à gema de ovo cozida.

Uso uma farinhada fácil de ser encontrada com alguns acréscimos que eu mesmo faço. Tudo calculado. Cada criador tem a sua metodologia alimentar advinda da sua experiência e conhecimentos adquiridos.
Dos manejos exigidos na criação de qualquer animal, sem dúvida, a alimentação é a mais difícil, discutível, cheia de folclore, de história e de cultura que acompanham o homem desde os seus primórdios.

São somente seis nutrientes (proteína, carboidrato, gordura, vitaminas, sais minerais e água), mas distribuídos por um sem número de alimentos em proporções diferentes em cada um deles. Alguns desses nutrientes são exigidos em quantidades relativamente grandes, como proteínas, carboidratos, gorduras, ferro e cálcio, e estão contidos também em quantidades maiores nos alimentos; suas faltas são manifestadas clinicamente bem visíveis, como os quadros de desnutrição (vide peito seco), anemia e deficiências ósseas.

Mas há aqueles que são exigidos em quantidades muito pequenas, mesmo traços (iodo, cromo, antimônio, selênio, estrôncio, silício, etc) ou ultra-traços (flúor, molibdênio, vanádio, níquel, lítio, bromo, boro,etc), sendo também muito pequenas suas quantidades  nos alimentos ou mesmo ausentes; falta desses nutrientes é muito difícil de ser detectada clinicamente, sendo um dos componentes da chamada fome oculta. E não são só os dados quantitativos, mas sim também qualitativos; por exemplo, as proteínas animais são de melhor valor biológico, especialmente as do ovo e do leite (que contêm todos os aminoácidos essenciais para os humanos), mais aproveitáveis pelo organismo, mas as gorduras vegetais são mais importantes pelas maiores quantidades dos ômegas, principalmente os ômegas 3, 6 e 9.
avatar
José Carlos Pereira
Membro do Fórum
Membro do Fórum


Masculino BRASIL
Mensagens : 230
Pontos : 264
Idade : 77
CIDADE/CITY : Cruzeiro
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum