GLOSTERS: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Botão em Curso GLOSTERS: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça

Mensagem por UNIVERSO DOS CANÁRIOS em Qui 04 Jul 2013, 22:12

GLOSTERS: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça

Em se tratando de canários de porte, sem dúvidas, a raça mais popular em nosso país é o Gloster. Certamente representam a maioria dos canários de porte que participam de concursos e exposições em seus clubes e também no Campeonato Brasileiro. De origem inglesa, estes pequenos canários são bastante conhecidos pela sua forma compacta e graciosa, mas esta fama se deve principalmente às aves com topete, que despertam a admiração de muitos criadores e também do público. Não é raro vermos criadores de canários de cor possuírem alguns casais de gloster, muitas vezes comentando: “minha esposa acha estes canários lindos”.
Por conta desta popularidade, o número de criadores da raça é bastante grande, e não é difícil encontramos exemplares de excelente qualidade, e plantéis inteiros onde os criadores se empenham ano a ano na seleção e melhoramento dos canários Glosters. Porém, também não é raro observarmos em concursos aves com pequenos defeitos de conformação, tamanho ou plumagem que às vezes acabam passando despercebidos pelos criadores, em especial os iniciantes. O objetivo deste artigo é alertar os criadores quanto à estes pequenos defeitos, a fim de que sejam mais criteriosos na seleção de exemplares para concursos e também para a reprodução, visto que estas características muitas vezes são transmitidas das matrizes para os filhotes de modo hereditário.
Dentre os principais defeitos observados em glosters nas mesas de julgamento, podemos enunciar:

- TAMANHO: não é raro encontrar aves com excelente conformação, porém com tamanho muito superior ao tamanho máximo permitido pela raça, que é de 13 centímetros. O ideal é em torno dos 12 centímetros, sempre tendendo ao diminutivo. Pássaros com tamanho igual ou maior que 13cm devem ser desclassificados em concurso.

- POSIÇÃO: algumas aves se apresentam demasiadamente eretas, com o corpo quase totalmente na vertical. Esta alteração postural deve ser penalizada com rigor em concursos. A posição ideal da raça é com a inclinação do corpo aproximadamente a 45° em relação à horizontal.

- PLUMAGEM: dentre os defeitos de plumagem, podemos citar como mais importantes: excesso de plumagem, plumagem dividida na nuca e penas da face com crescimento alterado.
Em relação ao excesso de plumagem, é freqüente a apresentação de aves com excesso de penas nos flancos, muitas vezes sobrepondo-se às asas (quase que como um “facho” dos canários frisados, respeitadas as devidas proporções), ou apresentando-se com plumagem desuniforme e bagunçada. A plumagem dos glosters deve ser compacta. Estas penas excessivamente longas ou abundantes, que quebram a harmonia e o aspecto compacto da ave devem ser penalizadas em concursos. Também é freqüente a presença de cistos de penas, em especial nestas aves com plumagem muito abundante, solta e excessiva – e estes cistos, quando presentes, são motivos de desclassificação de aves em concursos.
A plumagem dividida na nuca é uma característica bastante marcante e está presente em alguns plantéis, sendo caracterizada por um crescimento com orientação das penas de modo indesejado na região da nuca. Estas penas acabam dividindo-se para ambos os lados, formando uma linha central, que pode estar presente tanto em aves com topete, como também em aves consort. Algumas aves apresentam tal característica de modo tão marcante que possuem um verdadeiro buraco na nuca. Tal defeito deve ser penalizado proporcionalmente à sua extensão em julgamentos.
O crescimento desordenado das penas da face também é um defeito de plumagem que se apresenta com certa freqüência, e muitas vezes passa despercebido, em especial em aves de topete. As penas da face, logo abaixo dos olhos da ave (na região da “bochecha”) nascem na direção contrária, ficando voltadas para cima, algumas vezes lembrando as suíças presentes nos frisados, podendo até mesmo encobrir parcialmente os olhos dos canários, de maneira uni ou bilateral. Também deve ser penalizada em julgamentos.

-FORMA: aves com peito pronunciado ou com aparência fina e comprida devem ser penalizadas com rigor quando se apresentam em concursos. Aves com a linha do dorso côncava, normalmente denominados “selados” são bastante abundantes. A presença de asas caídas (ou que tenham tendência a cair quando a ave se movimenta) são também especialmente comuns nestas aves com dorso “selado”. Tais características também devem ser penalizadas em concursos. No item forma, extrema atenção deve ser dada ao pescoço da ave, o bom Gloster é uma ave praticamente “sem pescoço”, sendo o objetivo da raça produzir aves cada vez mais compactas, o criador selecionador não deve manter em seu plantel aves que apresentem pescoço comprido ou destacado, pois a prole dessas aves dificilmente obterá sucesso em concurso.

- CABEÇA: aves com cabeças pequenas, topo plano, faces pontiagudas e bochechas pequenas, bico desproporcional, ou cabeça destacado-se demais do corpo da ave (ocasionando uma marcação muito evidente do pescoço, dando a impressão do mesmo ser fino) são motivos de penalização em concursos. A cabeça deve ser redonda e proporcionalmente grande sob todos os ângulos, com sobrancelhas bem evidentes e bem definidas.

- TOPETE: topetes rachados, não aderentes ou com falta de penas (buraco) na nuca, ponto central acima de 2mm de diâmetro ou com linha central ou invés de ponto central implicam em penalização e desclassificação do exemplar em concursos. Topetes pequenos, com forma elíptica ou com penas pouco abundantes, que não cubram suficientemente olhos e bico, ou com ponto central do topete deslocado do centro da cabeça devem ser penalizados com rigor. Topetes excessivamente grandes, que cubram completamente olhos e bico (assim como ocorre nos canários da raça Crested) são relativamente freqüentes em alguns canários, em especial nos nevados, e devem ser penalizados, visto que o Gloster possui como característica topete cobrindo apenas parcialmente bico e olhos.

De modo geral, pode-se considerar que o Gloster no Brasil conta com exemplares de excelente qualidade, existindo criadores especializados que se dedicam apenas a estes canários. Em muitos concursos, aves de boa qualidade se fazem presentes, porém algumas vezes tais pássaros acabam não obtendo maior sucesso por conta destes pequenos defeitos, e criadores não dispensam a devida atenção à estes durante a seleção para concursos e formação do plantel.

Autor: César Wenceslau
avatar
UNIVERSO DOS CANÁRIOS
FUNDADOR
FUNDADOR


Masculino BRASIL
Mensagens : 147
Pontos : 360
Idade : 4
CLUBE : FOB
CIDADE/CITY : BRASIL
ESTADO/PROVÍNCIA : BRASIL

Ver perfil do usuário http://www.universodoscanarios.forumeiros.com https://www.facebook.com/universodoscanarios1 https://twitter.com/UDOSCANARIOS

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: GLOSTERS: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça

Mensagem por Eduardo Linares em Ter 06 Maio 2014, 18:44

Felicitaciones, muy acertadp comentario. Aquí en Uruguay, raramente se encuentran canarios Gloster dentro del estándar.
Sin desmedro de ello, los hay muy interesantes y dentro de lo que marca el estándar.
Saludos!
avatar
Eduardo Linares
Membro
Membro


Masculino URUGUAI
Mensagens : 30
Pontos : 34
Idade : 58
CIDADE/CITY : Montevideo
ESTADO/PROVÍNCIA : Uruguay

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/@Eduardo Linares

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: GLOSTERS: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça

Mensagem por Lucas Cruz em Seg 11 Jan 2016, 23:09

Os Glosters são encantadores.  Estou com 6 Casais e mais dois machos. 

Quem os vê fica apaixonado. 

Estou começando agora, estudando bastante sobre a raça.

grato pelas informações.
avatar
Lucas Cruz
Membro
Membro


Masculino BRASIL
Mensagens : 16
Pontos : 16
Idade : 33
CIDADE/CITY : GUANAMBI
ESTADO/PROVÍNCIA : BA

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Glosters: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça.

Mensagem por DAVI COUTINHO em Dom 17 Jan 2016, 21:29

Boa noite amigos do Universo dos Canários!

O problema que levou muitos glosters a afastarem-se dos padrões da raça, foi a miscigenação com canários Crested e Norwich visando aumentar o tamanho da cabeça e do peito. Mas o que estes criadores não pensaram é que esta mestiçagem acabava fazendo crescer todo o corpo do canário, e alguns juízes foram tolerando e quando acordaram quase todos estavam fora do padrão, principalmente no quesito tamanho. Mas como, de uns dez anos para cá, isto foi percebido e corrigido pelos juízes nos campeonatos, hoje podemos ver surgir uma boa geração de gloster dentro do padrão. O que todo criador desta raça não deve esquecer é que em sua origem ele é um canário miniatura.


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]Antes de iniciar um tópico ou começar sua participação em nosso fórum, pedimos que leia:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Veja os [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.] Como Postar[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.];
 
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
 

avatar
DAVI COUTINHO
CONSULTOR GERAL
CONSULTOR GERAL


Masculino BRASIL
Mensagens : 1182
Pontos : 1381
Idade : 63
CIDADE/CITY : São Paulo
ESTADO/PROVÍNCIA : SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Botão em Curso Re: GLOSTERS: Principais defeitos observados em relação ao padrão da raça

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum